Notícias

Azul Estima Impacto da Greve dos Caminhoneiros

São Paulo, 01 de junho de 2018 - A Azul S.A., (B3: AZUL4, NYSE: AZUL), a maior companhia aérea do Brasil em termos de cidades servidas, anuncia o impacto operacional e financeiro preliminar da greve dos caminhoneiros, iniciada em 21 de maio.

  • A greve teve um impacto não-recorrente estimado de aproximadamente R$ 50 milhões, que será incluído no resultado operacional do segundo trimestre deste ano.
  • Cancelamos 169 voos de um total de 2.637 voos operados entre 24 e 27 de maio devido à falta de querosene de aviação em vários aeroportos abastecidos através de caminhões tanque. A Companhia também reduziu proativamente 523 voos entre 28 de maio e 3 de junho devido ao aumento do nível de cancelamentos e não-comparecimento.
  • A Azul implementou várias iniciativas para minimizar o impacto da greve, incluindo abastecimento maior em aeroportos com maior disponibilidade (tankering), paradas técnicas de reabastecimento, isenção de taxas de cancelamento e alteração de voos, além de oferecer um serviço de transporte para tripulantes até sua base de trabalho.

De acordo com John Rodgerson, CEO da Azul, "nossos tripulantes têm trabalhando arduamente para acomodar nossos clientes nos últimos dias e continuamos nos esforçando para oferecer a melhor experiência de viagem possível. O grande alcance e conectividade de nossa malha, nossa estratégia de frota diversificada e forte cultura, foram fundamentais para minimizar o impacto deste evento inesperado. Estou confiante na nossa estratégia de longo prazo focada na satisfação de nossos clientes e tripulantes e na geração superior de valor para nossos investidores".

A Azul realizará uma teleconferência com investidores na sexta feira, 1 de junho ao meio dia, horário de Brasília.

Clique aqui para acessar o documento.